20/09/2013 21:33

Divinópolis toma olé das cidades da região na criação de empregos em 2013


Sem incentivos da administração municpial, a indústria confeccionista de Divinópolis, grande alavanca de empregos, vem sofrendo e cada vez mais as fábricas reduzem número de funcionários

O Ministério do Trabalho divulgou nesta sexta-feira (20) os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), relativos ao mês de agosto. O Cadastro, criado em 2002, mede o comportamento do País, Estados  e Municípios na criação de vagas no mercado de trabalho.

No Centro-Oeste de Minas, os dados relativos ao mês de agosto, mostram que entre as cidades da região com mais de 30 mil habitantes, Bom Despacho foi o município com melhor desempenho. A classificação das cidades é feita em valores relativos (proporcionais) visto que há diferenças entre os municípios com relação ao número de habitantes e o volume de indústrias, comércio e vagas nos serviços públicos.

Em agosto, Bom Despacho criou 226 novas vagas de emprego, o que significa um crescimento de 2,23% em relação ao mês anterior. Em segundo lugar está a cidade de Oliveira, que abriu 150 novas vagas, aumento de 1,67%. Já em terceiro aparece Lagoa da Prata, com 110 novas vagas, aumento de 0,95%. Divinópolis fica apenas na quinta colocação, com 210 novas vagas de emprego, o que significa 0,37% de aumento em relação ao mês passado.

Veja a classificação dos nove municípios da região, com população acima de 30 mil moradores

1 - BOM DESPACHO­, 226 - 2,23%
2 – OLIVEIRA, 150 - 1,67%
3 - LAGOA DA PRATA, 110 - 0,95%
4 - NOVA SERROANA, 176 - 0,65%
5 – DIVINPÓLIS, 210 - 0,37%
6 - PARÁ DE MINAS­, 39, 0,15%
7 - FORMIGA ,  -6,  -0,04%
8 - ARCOS , 16,  -0,17%
9 – ITAÚNA,  -170,  -0,69%

ACUMULADO NO ANO

Quando se faz a comparação do número de empregos criados de janeiro a agosto desse ano entre as cidades do Centro-Oeste do Estado, Divinópolis leva um verdadeiro baile entre os municípios da região. O dado é sintomático e mostra que além da crise nacional verificada desde o início do ano, com o aumento da inflação e a retração na produção industrial, o governo tucano que administra Divinópolis definitivamente não tem uma política voltada para a geração de novos empregos. Mostra também que a administração do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB), além de uma calamidade total em áreas fundamentais como saúde, saneamento básico e infraestrutura, também derrapa de forma grotesca quando se trata das questões sociais, uma vez que a geração de emprego significa dar qualidade de vida às famílias.

Cidades com menor número de habitantes, atividade comercial e industrial muito inferior à Divinópolis, tiveram desempenho infinitamente superior. Os dados regionais, no período de janeiro a agosto mostram o desastre da administração de Vladimir Azevedo, já que a cidade ficou atrás de seis municípios, todos com menos de 100 mil habitantes. Na criação de empregos nesse período, Divinópolis só conseguiu ficar à frente de municípios com menos de 30 mil habitantes, à exceção da cidade de Formiga.

Veja o número de vagas abertas no mercado de trabalho de janeiro a agosto de 2013 nas cidades da região                     

1 – Nova Serrana – 3.909
2  - Lagoa da Prata – 1.124
3 – Bom Despacho – 952
4 – Itaúna – 835
5 – Oliveira – 798
6 – Pará de Minas – 639
7 – DIVINÓPOLIS – 391
8 – Formiga – 352
9 – Cláudio – 206
10 – Perdigão – 166
11 – Carmo da Mata – 157
12 – Itapecerica - 129
13 – Luz – 116
14 – Martinho Campos – 114
15 – Conceição do Pará – 107
16 -  Pitangui – 99
17 – Arcos – 80
18 – Carmo do Cajuru – 80
19 – Moema – 76
20 – Araújos – 64
21 – São Sebastião do Oeste – 51

Nas cidades de Santo Antônio do Monte e  São Gonçalo do Pará, os índices foram negativos no acumulado de janeiro a agosto desse ano. Em Santo Antônio do Monte, foram 45 vagas de empregos a menos, enquanto em São Gonçalo do Pará, foram  65.

PAPELÃO DE DIVINÓPOLIS

Quando se faz a comparação em percentuais, percebe-se com maior nitidez o papelão de Divinópolis na criação de novas vagas de emprego, no período de janeiro a agosto. A cidade  ficou atrás de todos os municípios da região com mais de 40 mil habitantes, conseguindo superar apenas Formiga.

VEJA A COMPRAÇÃO

1 – NOVA SERRANA
Prefeito – Joel  Pinto Martins (PTB)
Vagas de emprego - 3.909 – 2.918 a mais que Divinópolis, ou 746,29%

2 – LAGOA DA PRATA
Prefeito – Paulo César Teodoro (PDT)
Vagas – 1.124 – 773 a mais que Divinópolis, ou 187,46%

3 – BOM DESPACHO
Prefeito – Fernando Cabral (PPS)
Vagas – 952 – 571 a mais que Divinópolis, ou 146,06%

4 – ITAÚNA
Prefeito – Osmando Pereira (PSDB)
Vagas – 835 – 444 a mais que Divinópolis, ou 113,55%

5 – OLIVEIRA
Prefeito – João Batista de Souza – João da Madalena (PTB)
Vagas – 798 – 407 a mais que Divinópolis, ou 104,09%

6 – PARÁ DE MINAS
Prefeito – Antônio Júlio (PMDB)
Vagas – 639 – 248 a mais que Divinópolis, ou 63,42%

7 – DIVINÓPOLIS
Prefeito – Vladimir Azevedo (PSDB)
Vagas - 391

—————

Voltar