30/08/2013 20:06

Em sete meses, Câmara gasta mais de R$ 135 mil para locação de veículos usados por vereadores

Aluguel do carro utilizado pelo presidente da Casa não é divulgado no site do Legislativo

A Câmara Municipal de Divinópolis está sendo comandada hoje por um homem com pose de general.  O presidente da Casa, Rodyson do Zé Milton (PSDB) que na condição de vereador se mostrou truculento e intolerante, agora na condição de presidente, vem adotando ou mantendo medidas que afrontam a democracia, o bom senso e é um soco no estômago do povo de Divinópolis.

Ele não tem limites. Na legislatura passada, afrontou de forma vergonhosa a então vereadora Heloisa Cerri (PV), mostrando-se intolerante e preconceituoso. Numa discussão no plenarinho, o hoje todo poderoso homem do Legislativo de Divinópolis, em tom sarcástico, questionou a sexualidade da vereadora. Mais grave ainda foi o fato de que o grosseiro ataque verbal ocorreu diante de vários vereadores que naquele momento nada fizeram e, quando a vereadora acionou a Comissão de Ética, todos que participaram do processo se acovardaram com o intuito de proteger Rodyson, para garantir a boquinha que muitos ainda mantêm no governo de Vladimir Azevedo (PSDB)

Como presidente da Casa, cargo conseguido com muitas catiras políticas, Rodyson do Zé Milton vem mantendo a velha prática adotado por Anderson Saleme (PR), que ocupou a presidência nos dois últimos anos da legislatura passada, no que se refere ao aluguel de veículos usados pelos vereadores. Para esconder o valor absurdo que a Câmara gasta para esta mordomia, que ainda vem acompanhada de gasolina de graça, o valor do aluguel dos carros foi retirado das contas dos gabinetes e camuflado na Divisão de Transportes, cujas contas não são publicadas como manda a lei. Para despistar qualquer questionamento, os gastos foram camuflados nas contas do que a Câmara denomina de “Anexo”, uma parte do Legislativo que funciona em salas alugadas no edifício Costa Rangel. E, para ser ainda mais xerifão, não temendo a ação da Justiça, que aliás faz vistas grosas, Rodyson mandou retirar a publicação dos gastos com o aluguel de carros a partir de março.  Além disso, o valor do aluguel do veículo usado pelo presidente não é possível ser localizado pelo site da Câmara e, provavelmente não está publicado, visto o absurdo do valor pago à empresa responsável pela locação dos carros. Rodyson usa um Voyage preto, tipo sedan, cujo aluguel mensal beira os R$ 3 mil mensais.

Embora a Câmara tente esconder o valor pago pelo aluguel dos carros, o PAREDÂO apurou que são 16 veículos locados para os gabinetes, sendo um adaptado para deficiente, usado pelo vereador Anderson Saleme. Para cada carro, o aluguel cobrado mensalmente é de R$ 1.137,00. O veículo adaptado, sai a R$ 2.266,63. Ao mês, a Câmara paga R$ 19.321,78 somente para o aluguel dos carros. Nos primeiros sete meses desse ano, o Legislativo desembolsou a bagatela de R$ 135.252,46, sem contar a gasolina também paga pela Casa, para que os vereadores nunca tenham que enfrentar o transporte coletivo urbano, mesmo sendo eles defensores ferrenhos dos interesses das empresas. 

—————

Voltar